Saiba como a diarista pode ser MEI e ter acesso a várias vantagens e benefícios

Desde 2015, diaristas e empregadas domésticas possuem direitos assegurados, com objetivo de reduzir o número de trabalhadoras na informalidade.

Mesmo assim, muitas diaristas ainda possuem dúvidas se elas podem se tornar Microempreendedor Individual ou não, ou quais benefícios ela terá acesso, como funciona a contribuição, entre outros temas.

Por isso, se você é uma diarista em Porto Alegre ou de outra grande cidade está na hora de tirar todas as suas dúvidas sobre diaristas serem MEI.

 

O que é MEI?

O Microempreendedor Individual é uma modalidade para incentivar pequenos produtores de serviços. 

Atualmente, muitos empreendedores começaram como MEI por conta da séries de facilidades e de benefícios originários do MEI, como verá um pouco mais à frente.

Há dois requisitos para você se cadastrar como MEI. O primeiro é que o faturamento máximo do seu negócio deve ser de até R$ 81 mil ao ano e o segundo proíbe ter participação em outras empresas como sócio ou titular.

 

Vantagem do MEI para diarista

A principal vantagem do MEI para diarista em Porto Alegre e outras cidades é o registro no Cadastro Nacional de Pessoas Jurídicas (CNPJ). Uma vez que tenha o seu CNPJ, você passa a ter mais facilidade para abrir contas bancárias, pegar empréstimos e emitir notas fiscais referentes à entrega dos seus serviços.

Fora isso, o CNPJ não tem relação com o seu Cadastro de Pessoa Física (CPF), dando mais segurança para não misturar um eventual problema financeiro.

Há ainda de ressaltar que uma vez classificada como MEI, a diarista faz parte do Simples Nacional, ficando isenta de algumas tributações federais, como Imposto de Renda, PIS, Cofins, IPI e CSLL.

 

Benefícios para diarista em Porto Alegre e demais cidades

Mesmo com várias vantagens, o MEI garante ainda uma série de benefícios para a diarista, auxílio-maternidade, auxílio-doença, pensão por morte (para a família) e aposentadoria por idade ou invalidez.

Porém, esses benefícios só valem caso a profissional doméstica pague o valor mensal da sua contribuição que atualmente custa R$ 54,90. 

O montante pago mês a mês compila os impostas da Previdência Social, do ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços) ou do ISS (Imposto Sobre Serviço).

 

Como a diarista abre o MEI

A diarista que pretende começar a atuar como MEI precisa seguir apenas dois passos, sendo 100% online. 

 

1 -Entre na plataforma Gov.br e se cadastre

O primeiro passo consiste em entrar na plataforma Gov.br com os seus dados essenciais (CPF, RG e email) e realizar o seu cadastro a partir do seu número de CPF.

Uma vez que você conclua o seu cadastro, valide os seus dados e habilite o seu login, saia da conta e entre novamente por via das dúvidas. Quando concluído, você avança para o último passo.

 

2 – Cadastre-se no Portal do Empreendedor

Entre no site do Portal do Empreendedor e faça login com a sua conta criada. Uma vez logado na plataforma, você deve autorizar o acesso aos seus dados por parte do Portal do Empreendedor. Isso pode ser feito pela Área do Usuário da Redesim.

Na sequência, preencha os dados solicitados (Título de Eleitor, CEP, celular, etc) até receber um SMS de confirmação do seu cadastro.

 

  • Macete bônus

Caso você tenha encontrado alguma dificuldade em algum dos dois passos, você enquanto diarista pode baixar aplicativos ou entrar em sites que abrem o MEI em questão de poucos minutos e são gratuitos.

Entre as várias opções disponíveis, há o MEI Fácil. Ele é bem intuitivo e oferece várias soluções para quem deseja iniciar como MEI.

 

Faça parte da UworK

Você, diarista em Porto Alegre e em outra grande metrópole, pode fazer parte da UworK e assim conseguir mais serviços como diarista.

Nós somos uma plataforma que oferece várias soluções para quem deseja contratar um serviço com os melhores profissionais.

Digamos que se a Uber oferece serviços de mão de obra, ela queria ser como nós. Caso você queira fazer parte do nosso seleto time de profissionais, clique aqui e fale conosco.